Written by: Feminismo Raiz

O opressor pode ser tudo, inclusive você

Quando nos debruçamos sobre os estudos das hierarquias no interior dos sistemas de opressão, por vezes nos deparamos com contextos os quais, à primeira vista, nos fazem cogitar estar diante de uma contradição. Entretanto, ocorre que estamos ante um imbricamento tão complexo. que por vezes aquilo que nos parece incompreensível está, na verdade, apontando para um gênero de poder e dominância sutil e predominante na demarcação das novas-antigas ferramentas utilizadas pelas classes e castas superiores na dominação de grupos oprimidos.

Com Fanon, aprendemos que o oprimido torna-se o depósito psíquico do opressor. Tudo aquilo que ocultam e abominam em si, tudo o que teimam esconder na Sombra, é projetado no grupo subalternizado. Tal circunstância que aflige a população negra em diáspora desde o início do avanço marítimo transatlântico, aflige mulheres desde tempos imemoriais, quando as primeiras integrantes desta casta foram sexu4lmente escravizadas para reprodução e matrimônio.

A mulher, no escopo dessa invenção categorizada, mutilada e contida, surge a partir de um conjunto de expectativas, direcionamentos, doutrinação e fabulação masculinas. Fêmeas humanas aprendem e apreendem a ser mulheres, através de um processo de socialização que as ensina como se tornar a Sombra. Se eles são fortes, elas carecem de ser enfraquecidas. Se eles são dominantes, elas carecem de ser submissas. Se eles são humanos, carecemos de ser não-humanas, plastificadas, pintadas, alisadas, atadas em roupas cada vez mais justas, – sem conforto – e sem autodefinição.

Além dessas circunstâncias, mulheres são rebaixadas ao status de mera observadoras do gozo maior em pertencer à casta sexual dominante: a definição e os termos. O opressor apenas está em seu nível máximo, quando pode ser tudo, inclusive o oprimido. Há um gozo sádico em tomar consciência da transgressão nesses dois estados, em poder ocupar todos os papéis no espetáculo, em assimilar e por fim, aniquilar o oprimido.

Engane-se quem pensa que não há gozo ou status no demarcador da opressão. Há, certamente. Se você for um opressor passando-se por oprimido.

Eles por fim se esquecem que a Sombra é a substância feminina. Nossos úteros são escuros, e mesmo assim, é deles que brota toda a vida.

(Visited 82 times, 1 visits today)
Tags:, , , Last modified: 24 de julho de 2023