Written by: Feminismo Raiz

“Ninguém é a favor do aborto”

O que o pronunciamento de Lula diz a respeito do controle dos direitos sexuais e reprodutivos para a pauta dos grupos evangélicos?

Na semana passada, o candidato Luiz Inácio Lula da Silva utilizou uma parcela de seu tempo na propaganda eleitoral televisiva para comunicar às massas que é contra o aborto após falsas acusações da ala fundamentalista a respeito de uma suposta intenção em tornar a IVG (Interrupção Voluntária da Gravidez) um procedimento amplamente legalizado no Brasil. Em um cenário dominado por um eleitorado fundamentalista e imerso em teorias da conspiração, o ex-Presidente careceu de vir à público para também afirmar não ter “diálogos com o Diabo”, demonstrando o nível do aparelhamento da superstição por parte dos pastores evangélicos.

Perceptivelmente, a pauta dos direitos sexuais e reprodutivos baseados no sexo estremece e amedronta as estruturas da ala fundamentalista religiosa, assim como também representa um iminente perigo à classe masculina em suas ditaduras e regimes. Afinal, por mais que o conservadorismo religioso cristão se alicerce em bases que abrangem a educação, a família, as questões LGBTs, a hierarquia racial e tantas outras, a permanência de um temor mais exacerbado das pautas que concernem os direitos reprodutivos denota um dos lados mais sombrios desse sistema: o desejo do domínio sobre o útero. 

Pois, há razões estratégicas para que o aborto seja condenado em uma sociedade neoliberal do Sul Global, principalmente se dominada por religiosos. A proibição do aborto é a garantia da mão de obra precária e dos novos fiéis a encherem os bancos das Igrejas e templos. Os novos fiéis a serem explorados, manipulados e extorquidos, nutrindo de seus bolsos os mega impérios dos magnatas da fé. O controle sobre o útero e as capacidades reprodutivas das mulheres é, sem sombra de dúvidas, uma das pautas mais importantes do conservadorismo. Afinal, quem controla as mulheres, possui o verdadeiro poder: decidir quem vive e quem morre.

(Visited 70 times, 1 visits today)
Tags:, Last modified: 19 de outubro de 2022